#7

Synchrony and the Psychological Reality of Complex Verbs

Indaiá Bassani

Talk

Portuguese

SOBRE O ESTATUTO SINCRÔNICO E A REALIDADE PSICOLÓGICA DE VERBOS MORFOLOGICAMENTE COMPLEXOS NO PORTUGUÊS BRASILEIRO: UM ESTUDO TEÓRICO E EXPERIMENTAL


Este projeto tem como objetivo geral a investigação do estatuto decomposicional sincrônico de verbos morfologicamente complexos do português brasileiro. Para tal, é organizado em dois eixos: no eixo teórico, propomos que a descrição e a criação de hipóteses sejam baseadas nos pressupostos da Morfologia Distribuída, uma teoria linguística gerativista e, no eixo experimental, propomos que a verificação empírica da realidade psicológica de tais descrições e hipóteses seja obtida por meio da metodologia da Psicolinguística Experimental, nos moldes de Maia, Lemle e França (2007), França et al (2009), Garcia (2009) e Maia e Ribeiro (2015). O corpus inicial, constituído de 380 verbos, é proveniente de Bassani (2013) e conta com formações verbais com os prefixos a-, eN- e eS-, tais como em alisar, engordar e esfriar, respectivamente, que acabam por incluir algumas ocorrências dos sufixos -e-/-ej- (esfaquear/apedrejar) e -ec- (amadurecer) e formações originalmente complexas, mas duvidosas quanto ao fato de serem derivadas sincronicamente (atrair, ingressar e exalar). Partimos da proposta teórica sugerida em Bassani (2013), que divide o conjunto de dados em cinco classes por critérios gerais de transparência e composicionalidade. A hipótese central deste projeto consiste na ideia de que quanto mais complexa a estrutura interna sugerida ao verbo, mais custoso é o seu acesso e processamento para os falantes. Se, de fato, o grau de complexidade aumenta dentre as classes propostas com base em evidências linguísticas, espera-se que os testes experimentais corroborem tal hipótese. Será realizado um experimento de acesso lexical com estudantes do curso de letras. Como resultado geral, espera-se contribuir para a discussão sobre como se dá o acesso e armazenamento lexical de palavras complexas, se por decomposição morfológica prévia ou acesso direto e, em última instância, contribuir para as investigações sobre a organização do léxico mental em teoria gerativa. Além disso, espera-se que o projeto colabore para o desenvolvimento do Laboratório de Linguagem e Cognição da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo.

Keywords:

morphology, complex words, verbs, theoretical, experimental methodology, Brazilian Portuguese

SPONSOR

twl_round_nobackground.png
  • Facebook
  • Instagram

©2020 The Word Lab